Só de Glórias!

Se por acaso a tristeza,
Hoje quiser lhe visitar,
Diga-lhe firme e com certeza,
Vai-te, pois em meu viver,
Para ti não há lugar,
Já que sou abençoado,
Guardado e protegido,
Pelas bençãos de meu Pai,
Único, puro e verdadeiro,
De tudo e de todos, Senhor,
E pelas graças de Jesus,
Nosso Cristo Salvador,
Redentor e interventor,
Que viveu e morreu por nós,
Mas que foi ressuscitado,
Subindo aos Céus, levando ao Pai,
Todos os nossos pecados,
Por isso lhe afirmo tristeza,
Não lhe temo, e tampouco reconheço,
Pois sou um Filho de Deus,
Amigo e irmão de Jesus,
E por isso só de glórias,
Eu vivo e agradeço.

Gutemberg Landi
11.11.2017

Exibições: 13

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...