Sentimento

Não há
porque se houvesse,
ahhh... seria mais que o mundo
e hoje eu aprendi que o nada
pode ser mais que tudo
impossível envergonhar-se por ser um vagabundo
e de um só salto transpassar a multidão.


Apesar de a noite não ser tão escura,
havia uma rua, havia um muro
e havia no chão uma pedra dura
que eu pego nas mãos
e a transformo em um pão
mas é na madrugada que o galo levanta
e que apita o guarda
e que ladra o cão
e na madrugada que o tudo é nada
e que o pão alimenta a multidão.


E será este o fim
quando se levanta para ir embora, a madrugada,
e eu fico aqui no chão
porque a porta esta fechada
é sempre assim
por um pedaço de pão.


Triste pedaço de pão
porque dele, restam só migalhas
que assopradas pelo vento
são iguais aos meus sentimentos que
rasgados por navalhas
se espalham pelo chão.


Alexandre Montalvan


Exibições: 27

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Antonio Cícero da Silva em 20 abril 2017 às 23:21

Sentimentos... Excelente obra. Parabéns e abraços poetados...

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...