Solitude

 

Restou-me a solitude... o coração domado...

o pensamento é noite em paz enluarada.

Um tom de flor flameja e faz-me namorada

do céu, do amor, da luz... saudades do passado.

 

Restou-me a solitude... o coração domado...

o verso doido inflama a antemanhã calada.

Meus passos quase nus assentam pela estrada

sem mal, sem par, sem dor... sem vícios lado a lado.

 

Bem sei por onde sigo e junto à passarada

sibilo cada som ao dom que tanto almejo.

O pensamento é noite em paz enluarada...

 

Nas ribas do futuro encontro o bem-amado

e à dança desta insônia encanto meu desejo.

Restou-me a solitude... o coração domado...

 

Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz

Rio de Janeiro, 11 de novembro de 2012 – 2h13

Fundo musical: Ernesto Cortazar. Solitude

Exibições: 394

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 9 maio 2016 às 15:57

Querida amiga, poeta e escritora Janete,

Cabe ao poeta cantar a emoção que oferece sentido à sua vida.

Grata, por registrares esse comentário tão bonito.

Beijosssssssssss

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 9 maio 2016 às 15:55

Querida amiga, poeta e escritora María Cristina,

Somente em versos, sou o que ainda sou...

Em 14 versos, a história de uma saudade...

Grata, por teu comentário, que se aprofunda no meu eu-poético.

Beijossssssssssss

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 9 maio 2016 às 15:55

Querida amiga, poeta e escritora Arlete,

Ao poeta cabe cantar a emoção.

Grata, porque estás em meus versos, sempre.

Beijosssssssssss

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 9 maio 2016 às 15:53

Estimado poeta Geraldo,

Rua presença em meus versos é sempre uma honra.

Beijosssssssssssssssss

Comentário de Janete Francisco Sales Yoshinaga em 9 maio 2016 às 14:36

Belíssimo soneto querida amiga Silvia Mota!

Sempre fico emocionada ao ler as tuas linhas,

alcançam a minha alma, obrigada por este belo momento!

Meus parabéns, LINDO!!!

Beijos

Comentário de María Cristina em 9 maio 2016 às 14:32

Leerte es vivir, es sentir y vibrar la Historia que transfieres.

Silvia muy Bello !!!

 

Comentário de Arlete Brasil Deretti Fernandes em 17 janeiro 2016 às 23:35

Querida Silvia.

Teu soneto é encantamento, pelas belezas que cantas junto às saudades e à solitude.

.

"Um tom de flor flameja e faz-me namorada

do céu, do amor, da luz... saudades do passado."

Belíssimo!

Beijossssss.

Comentário de Geraldo Coelho Zacarias em 17 janeiro 2016 às 19:28

O amor à flor da pele; brotando em versos que elevam a alma de quem lê e a leva contigo nas asas do teu belo cantar!...Aplausos e beijos poéticos.

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 9 janeiro 2016 às 23:15

Queridíssima Vera Regina Cazaubon,

Tua presença nos meus versos é sempre um carinho que aprecio receber.

Beijosssssssssss

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 9 janeiro 2016 às 23:15

Feliz, porque apreciaste meus versos, estimado Antonio Domingos. Beijosssss

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Autores em destaque - hoje 

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...