Solte o pássaro para voar na imensidão

Ele não foi feito para ficar no chão

Asas fechadas só trazem solidão


Solte a liberdade ela quer voar

A alegria vai encantar o ar

No céu ela pode se libertar

 

Solte o ser que sabe ir distante

Voou um dia e quer ir sempre avante

Gaiola de aço é um choro a todo instante

 

Solte o amor das grades da prisão

Herdou asas para viver sempre uma emoção...

Galgar a amplidão e nela fazer canção

Janete Sales Dany

Poema@ registrado na Biblioteca Nacional

no livro:“O amor morre e não vejo compaixão”

 Página17

Exibições: 188

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Janete Francisco Sales Yoshinaga em 25 outubro 2016 às 19:50

Obrigada querida amiga Cláudia Gama!

Saudades também.

Fico feliz que gostou!

Beijos no coração

Comentário de Lúcia Cláudia Gama Oliveira em 23 outubro 2016 às 21:45

Saudade sua Janete!!!

 Sempre brilhante em suas publicações.

 voa, voa, voa // literal_mente // em ventos quentes. Rs

 Belo, querida Janete.

 Bj no coração!

Comentário de Janete Francisco Sales Yoshinaga em 23 outubro 2016 às 13:39

Obrigado querido poeta, agradeço o estímulo amigo!

Domingo de paz

Beijos

Comentário de Geraldo Coelho Zacarias em 23 outubro 2016 às 10:57

Ah, essa maravilha de LEGADO DIVINO chamado AMOR!...Santo remédio da alma!...

Que maravilha, cara poetisa!...Um primor de poema!...Parabéns e beijos fraternos.

Comentário de Janete Francisco Sales Yoshinaga em 15 agosto 2016 às 8:45

Bom dia queridos amigos Crispulo e Miriam!

Obrigado pela presença que ilumina minha manhã

Fico feliz que gostaram

Um dia de paz

Beijos

Comentário de Miriam Inés Bocchio em 3 agosto 2016 às 1:08

Comentário de Críspulo Cortés Cortés em 2 agosto 2016 às 6:38

Comentário de Janete Francisco Sales Yoshinaga em 29 julho 2016 às 17:38

Boa tarde querida amiga Marcia...

Obrigada pela linda presença!

Trouxe a cor que mais gosto em um belo pássaro

Tons de azul e lilás, agradeço o estímulo e amizade!

Fico feliz que gostou

Uma tarde de paz

Beijos no coração

Comentário de Janete Francisco Sales Yoshinaga em 28 julho 2016 às 17:21

Boa tarde querida amiga Elza Ghetti...

A esperança tem que renascer em cada manhã...

A liberdade é o grande tesouro,

somos pássaros, e a vida ás vezes nos prende...

Numa situação, numa doença, num medo, numa incerteza...

Este poema eu ofereço para todos que necessitam do ar da liberdade!

Que  não exista algo que nos acorrente e nos impeça de voar...

Obrigada pela linda presença, carinho e amizade!

Sim, tenho fé no amanhã porque o hoje já desenhou o dia

Estou vivendo momentos de incertezas, mas a fé renasce logo cedo,

no raiar do sol...nas asas de um pássaro!

Beijos no coração

Comentário de Elza Ghetti Zerbatto em 28 julho 2016 às 9:28

Uma belíssima mensagem de poesia e fé em teus versos querida Janete!

Gratidão pelo teu carinho e amizade.

abraço

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...