SURREAL

Tange os sonhos á galope.
manipula o vento e seus golpes,
faz levitar os gorjeios
da águia, que renasce,
degusta o amor em goles,
faz girar senos e seios,
do nada surge dois cálices,
incita a viola para que sole
um canto que entorpece,
a música que alucina,
os toque dos sinos,
leveza das meninas,
destreza dos meninos,
a natureza virgem,
vestígios de imprevisível origem.

(Gustavo Drummond)

Exibições: 11

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...