Talvez
De Té

Talvez que o destino chegue ainda hoje, e bata à minha porta.
Mil anos trilhando atalhos, que se cruzaram continuadamente...
Na busca da minha estrela perdida no firmamento, morada ignota.
Talvez que o caminho certo, seja o que ainda seguro firmemente.

Continuo ligada no indivisível fio, que deu à minha vida a firmeza.
Por entre momentos de paixão, outros que tanto me magoavam.
Decisões e indecisões, palavras gastas e outras, ditas por ligeireza
Anseios fracassados, injustiçados, meu ser tristemente se rebelava.

Noites, esgotadas, pensamentos que me deixavam sofrimentos...
Continuadamente, olhava para as noites estreladas buscando sinal.
da estrela, que ofuscada, se não mostrava... Tamanhos impedimentos.

Madrugada alta uma clarão ofuscante entrava quarto adentro.
Meu coração disparou, ali estava minha estrela tão procurada.
 que eu esperava, e uma lágrima quente sofrida selou o momento.

De Té Etelvina Acosta

Fevereiro 20-02 ás 11:H

Exibições: 32

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Etelvina Gonçalves da Costa em 25 fevereiro 2017 às 17:36

Minha querida e amável para com a minha escrita.e me honra vir à minha página.  T. enho a dizer que a vida é uma constante busca, interminável busca, .. o ser humano procura sempre para além do que já atingiu é insaciável curioso é um buscador e visionando os seus horizontes procura ir sempre para além do possível... Um ser determinado  só não cessa a busca se o acorrentarem e mesmo assim procura desprender-se das amarras que lhe impedem a caminhada .  Só ele sabe o que busca .. a estrela é efectivamente neste contexto a esperança que o anima  Diz a voz do povo que a esperança é sempre o farol da  vida  e há que a ter sempre acesa. Muito obrigada por me ter destacado, È sempre uma alegria.. Mas eu quero mais perfeição procuro sempre mais e melhor  ,, faço paragens para me analizar sou grande critica de mim mesmo ....Um beijo querida e amiga Iraci .. grande poetisa. Já caminhei pela sua escrita e me agradou sobremaneira .. 

Comentário de Maria Iraci Leal em 24 fevereiro 2017 às 7:10

Etelvina Gonçalves da Costa

Um poema adorável, a contínua busca,

onde a estrela é a luz da esperança,

parabéns querida poetisa, bjs MIL.

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 22 fevereiro 2017 às 16:42

Considero as estrelas, como símbolos de esperança...

Belos versos, querida poeta Etelvina Acosta!

Beijosssssssssss

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...