TU, TODO

Saciado o desejo,

Repousa sereno em meu seio

Repouso serena em teu ´peito.

Estamos quietos.

Estamos calados.

Estamos ébrios de amor.

Por toda vida e depois da vida,

Viajaremos nas asas das gaivotas mundo afora

Vestiremos tulipas, margaridas.

Tu, todo noite, todo dia

 todo meu, todo mar

todo esperança.

Exibições: 111

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Sílvia Mota em 7 julho 2016 às 2:39

Comentário de Nieves Merino Guerra em 9 junho 2016 às 18:42

Comentário de Críspulo Cortés Cortés em 5 junho 2016 às 2:44

Comentário de Suzanaheemann em 4 junho 2016 às 16:09

Sim,Silvia,sinto me honrada por compartilhar com os poetas, paz amor, na Tertulia e contente por ter te agradado.
Beijo.

Comentário de Sílvia Mota em 4 junho 2016 às 15:52

Adorável.

Suave.

Apaixonante.

É tão belo e significativo, teu poema, que tomei a liberdade de inseri-lo na Tertúlia Poética: Dia dos Namorados, ok?

Espero que aceites minha intervenção...

Beijossssssssss

Comentário de Suzanaheemann em 4 junho 2016 às 7:07

Obrigado, poeta Crispulo.

Comentário de Suzanaheemann em 4 junho 2016 às 7:00

Obrigado hermano.

Comentário de Críspulo Cortés Cortés em 4 junho 2016 às 4:02

Membros

Designers PEAPAZ

*Livita*

*Margarida*

 *Imelda*

*Toninho*

*Reinaldo*

Poema ao acaso...

Visitantes

Liv Traffic Stats

Mídias Sociais

View Sílvia Mota ***'s profile on LinkedIn

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço