Um doce amor

Eu
atirei uma pedra
em um lago
que em seu caminho transformou-se
em uma flor, na sua jornada
ela foi perdendo...
seus espinhos
foi deslizando sobre as inocentes águas
e
toda faceira...
procurando um amor

E
sobre ela pousou uma abelha
trazendo consigo
os pólens de outra flor
e ela branca
transformou-se em vermelha
por que
agora, ela se encontrou com o amor

Mas veio
um malvado peixe cor de ouro
e
devorou a doce abelha
e a linda flor
e agora
só restou este tesouro
a linda flor
pode viver um doce amor.

SorrisodeRosas

Exibições: 28

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Geraldo Coelho Zacarias em 1 abril 2017 às 7:28

É...minha cara poetisa; de certa forma a sua doce flor viveu; pois viveu um doce amor!...

Que encanto de poesia!...No manejo das palavras; carregando consigo o leitor nas asas da tua linda inspiração; e vivendo contigo todo o sentido de tua mensagem-poema...Aliás, um poema digno de muitos aplausos!...Aplausos cara poetisa; aplausos e beijos fraternos.

Comentário de Paolo Lim em 31 março 2017 às 18:26

É com um sorriso de rosas, encantado e terno, que aplaudo seus versos tão doces, que calam fundo como se flores fossem. Parabéns menina que assina com sorrisos. Um beijo do amigo Paolo. 

Membros

Aniversários

Aniversários de Amanhã

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço