Um Eterno amanhecer

 

No verso que me acalma

Eu encontrei na poesia

Eu procurei a tua alma

Em uma escura noite fria

 

Eu te encontrei na noite deserta

Sentada na beira da estrada

E sem dizer nada

Eu tomei tua mão

 

E a noite então se transformava

Era a tarde que aparecia

Em um lindo entardecer

Nem o sol queria morrer

 

Mas a tarde também partiria

Pois o sol não quis morrer

Para minha alegria

Agora é um eterno amanhecer

 

Juntos ! eu...você....

 

Alexandre

Exibições: 51

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Eri Paiva em 27 março 2017 às 19:53

Parabéns, Alexandre!

Comentário de Miriam Inés Bocchio em 23 março 2017 às 21:58

Cuánto amor en estas bellas letras amigo.

Un placer leerte.

Abrazos de Inesita

Comentário de Dulce de Souza Leao Barros em 19 março 2017 às 21:52
Parabéns! Romanticamente encantador.
Comentário de Elías Antonio Almada em 18 março 2017 às 14:14

Comentário de María Cristina em 18 março 2017 às 13:46

Precioso poema de amor!!!!!

Comentário de Sílvia Mota em 18 março 2017 às 13:38

Lirismo encantador em um belo poema!

Parabéns e Felicidades!

Beijosssssssssss

Comentário de Lúcia Cláudia Gama Oliveira em 18 março 2017 às 4:18

 Belíssimo!

 Abraço.

Mauro M. Santos

Graça Campos

Carlos Saraiva

José Santiago

Lilian Reinhardt Art

De Luna Freire

Visitantes

Liv Traffic Stats

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço