Um minuto de fantasia transforma a nossa alegria De Té

Um minuto de fantasia transforma a nossa alegria
De Té

Transformo os meus rios
Em rotas de festas
Danças e cantares
Festejos reais
Regozijo ficção
A vida precisa
de imaginação
Acreditar que a fantasia
tem essa função
é ter o sonho

na sua mão

Se é pelo sonho
que o mundo avança!
Porque não acreditar
que dentro de nós
Ai vive a criança,
que viveu o sonho
e a fantasia,
Se isso lhe trouxer,
toda a alegria,
Porque não deixar
que ela persista?

E dispo-me da tristeza
E visto-me garrida
Enfeito os cabelos
de margaridas
Sorrio ao mundo
Invado-me de plangência
e, sou a princesa
com toda a beleza.
Nem que seja uma hora
ou apenas um dia

Tenho uma madrinha
Fada maravilha
Em tudo o que toca
transforma em vida
E já não há guerra
fome, desgraças.
Lautas iguarias
Em mesas fartas.
Já não há pobreza
E, a solidariedade
Amplia os seus braços.

E há trovadores
Estéticos cantores
Versejam pelos caminhos
castelos e cidades,
Histórias verdadeiras,
Outras fantasiadas

as damas sorriem

de tão enseadas

♥Frank Pourcel. An Adagio♥

e o rei sisudo

dá grandes gargalhadas




Os cavaleiros
Despojam armaduras.
Seguram com ternura
As mãos delicadas,
da sua bem amada,
No salão do paço
Perante o rei .

Curvam-se com vénia
Pedem permissão,
para cortejar

a sua bem amada

O rei regozijado.
Agora governa
Um povo feliz
E tudo já tem

Uma outra graça
É preciso sonhar.
Que todos o façam.
Um minuto de sonho
numa existência de tristeza
a vida tem outra beleza.
E a realidade tem outra leveza

Té ..Etelvina Costa
03-06-06

Do meu baú

13-05-2017

 

Exibições: 13

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Membros

Poema ao acaso...

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...