Muros

 

 

9833396486?profile=RESIZE_584x

 

Muros

De Té

 

Dos muros carcomidos de ilusões,

crescem eras duma nova esperança.

Fecho os olhos para não soluçar.

e vejo sombras de mil cores ao luar.

 

Os horizontes crescem no meu eu.

encharco-me, no meu sonho tão plebeu

Envolvo-me em nadas com ardor e fé.

pondo sombras azuis nos canto do meu ser

 

Disfarçada, entre penumbras de contida emoção

fecho os olhos para sonhar na distensão..

Em mim há revolta do meu ser, acomodado

duma tristeza vivida, de muros carcomidos de ilusões.

 

De Té Etelvina Da Costa

Votos 0
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Portal PEAPAZ.

Join Portal PEAPAZ