Informação

Literatura Sensual e Erótica

Sensualidade é forma de ser do corpo e da mente, como instrumento do erotismo. Não significa vulgaridade. Ser sensual é atitude, não mera PORNOGRAFIA, aqui inadmitida. Aceitam-se conteúdos eróticos sem uso de imagens pornográficas, linguajar chulo ou palavras de baixo calão. Expressamente proibidos imagens ou textos, que envolvam personagens menores de idade, estupro, violência, incesto, zoofilia ou outras perversões sexuais. Da mesma forma, inadmitidos conteúdos eróticos publicados por usuários menores de idade. Todas as imagens aqui utilizadas devem trazer obrigatoriamente a fonte de pesquisa identificável através da Internet, sendo inaceitáveis imagens pessoais e/ou de vivências particularizadas, que envolvam sensualidade e erotismo. Para as imagens criadas pelos membros-designers, torna-se obrigatória a indicação da autoria dos tubes usados na sua composição.

Grupo aberto à criatividade elegante e requintada dos nobres poetas, escritores e artistas.

Administradora do Grupo: Sílvia M. L. Mota.

Site: http://peapaz.ning.com/group/literatura-sensual-e-erotica
Local: Poetas e Escritores do Amor e da Paz
Membros: 176
Última atividade: 31 Jul

Ser sensual é uma atitude, não mero pecado

Programa: Paint Shop Pro

Tube mulher: 1228506058_feerie.png - Feerique Nikita

Mask: betty07182012,jpg - Betty Renick

Tube Efeito 3D: capturado livremente na Internet

Processo Criativo: Sílvia Mota

Fórum de discussão

Eu me rendo!

Iniciado por Maria Iraci Leal. Última resposta de María Cristina 29 Jun. 17 Respostas

Reinventa-me Amor!

Iniciado por Maria-José Chantal F. Dias. Última resposta de Maria Lucia 29 Jun. 17 Respostas

SEUS LABIOS

Iniciado por Orriba. Última resposta de Maria Lucia 29 Jun. 1 Resposta

PALCO DA VIDA...

Iniciado por Geraldo Coelho Zacarias 1 Jan. 0 Respostas

…ME RINDO por José Santiago

Iniciado por José Santiago. Última resposta de José Santiago 22 Set, 2016. 11 Respostas

Rendida para todo o Sempre!

Iniciado por Maria-José Chantal F. Dias. Última resposta de María Cristina 20 Set, 2016. 20 Respostas

ESTILO

Iniciado por María Cristina. Última resposta de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ 20 Set, 2016. 9 Respostas

RENDO-ME

Iniciado por Rosalina Gonçalves Ramos Herai. Última resposta de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ 20 Set, 2016. 6 Respostas

SUBMISSÃO INFERNAL

Iniciado por Paulo César. Última resposta de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ 20 Set, 2016. 5 Respostas

OBRIGADO POR EXISTIR

Iniciado por Mauro Martins Santos 14 Set, 2016. 0 Respostas

VIVA LA HERMOSA MESONERA

Iniciado por Daniel de Culla. Última resposta de Daniel de Culla 29 Ago, 2016. 6 Respostas

Plataforma de Pesquisa

Iniciado por Orriba. Última resposta de Críspulo Cortés Cortés 29 Ago, 2016. 2 Respostas

Rendo-me!

Iniciado por Luiz Morais. Última resposta de Críspulo Cortés Cortés 29 Ago, 2016. 8 Respostas

Ao Amor!

Iniciado por Luísa Maria Valente C. Zacarias. Última resposta de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ 28 Ago, 2016. 3 Respostas

Rendo me!

Iniciado por José Hilton Rosa. Última resposta de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ 28 Ago, 2016. 3 Respostas

TROUXESTE-ME PELA MÃO

Iniciado por Jorge Manuel Brites Pereira. Última resposta de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ 28 Ago, 2016. 6 Respostas

DESEJO DE UMA VIDA!

Iniciado por Arlete Maria Piedade Louro. Última resposta de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ 28 Ago, 2016. 11 Respostas

Rendo-me (POEMA ) Literatura Sensual e Erótica-Cetame no 19)

Iniciado por Antonio Domingos Ferreira Filho. Última resposta de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ 28 Ago, 2016. 11 Respostas

MI DEBILIDAD

Iniciado por María Cristina. Última resposta de Maria Iraci Leal 19 Ago, 2016. 1 Resposta

Rendo-me ao silêncio, em verso e prosa (Literatura Sensual e Erótica no 19)

Iniciado por Antonio Domingos Ferreira Filho. Última resposta de Antonio Domingos Ferreira Filho 4 Ago, 2016. 2 Respostas

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Literatura Sensual e Erótica para adicionar comentários!

Comentário de maria das graças figueiredo em 3 dezembro 2011 às 18:03

FETICHE

Ponha-me numa redoma,
faça-me sua dona
num ritual de amor.

Traga-me flores silvestres,
vinho da melhor espécie,
canções, violinos, sabor

Quero ve-lo transformado,
num súdito apaixonado,
escravo de meu desejo

Sem culpas e sem pecado
"fetiche" realizado,
entre delírios e beijos.

gal Braga (sh@nti)
Comentário de André L. Soares em 1 dezembro 2011 às 11:37

REBELDE
(André L. Soares)
.
Teus mistérios me devoram
e me transformam em compulsivo curioso;
homem em fogo a desejar-te todo tempo,
espantado com a cor do teu fascínio;...
mas sob teu domínio
meu amor é furiosa tempestade.

Liberdade é tolice que abdico,
quero ser, por livre-arbítrio,
tua propriedade,... teu escravo.
Vem satisfazer-se plena em mim,
mas não conta sempre assim
com essa leal passividade.
Sou mesmo de veneta
vez ou outra, sou rebelde amotinado.
Tendo rabiscado cicatrizes na tua pele,
deixarei mordidas em tua carne.

Invertido assim o jogo de cartas marcadas
entre a casa grande e a senzala,
se à luz do dia, tu mulher és minha dona,
quando, enfim, a noite acalma
sou eu o amo de teu corpo,
tu és minha mucama...
servil, apaixonada.
.
.
.

Comentário de JOSUE RAMIRO RAMALHO em 21 outubro 2011 às 9:54
Comentário de JOSUE RAMIRO RAMALHO em 21 outubro 2011 às 9:53
Comentário de JOSUE RAMIRO RAMALHO em 21 outubro 2011 às 9:52
Comentário de roberto correia matos em 9 agosto 2011 às 23:55

SENTIR VOCÊ

Deixa perder-me 
Na volúpia da tua carne
E enroscar-me nos teus pêlos
Eriçados e úmidos de prazer.
Penetrar no teu âmago
Até alcançar o teu clímax.

Deixa prender-me 
Nos teus braços.
No labirinto do teu espaço e
Cingir o meu corpo
Ao teu corpo ressumado.
Sorver este mel
A te escorrer.

Deixa sentir-me gotejar
O teu anseio.
A sugar-me o néctar 
Como um bálsamo 
A percorrer-te
E a extrair-te suspiros
Lânguidos que entoam
Súplicas de amor.
***

Comentário de gouveia rodrigues em 8 agosto 2011 às 22:48

Hoje eu queria mais que um abraço,

Mais que um amasso,

Mais que uma cerveja,

Mais que uma noite no motel

Mais que teu anel,

Eu queria tua alma.

Comentário de roberto correia matos em 8 agosto 2011 às 6:06

Cópula

Escravo da tua volúpia

Curvo-me ao teu devaneio.

Debruço-me fugaz

Sobre o teu corpo

Ávido de paixão.

Renuncio à virtude da moral

E deixo-me conduzir como

Um animal pelo teu prazer,

A cegar-me a razão.

A ferir-me o instinto e

Excitar-me a libido,

Assim  fico a consumir-me

No pecado do desejo mórbido

Que despertam e eclodem

Em profusão até desfalecer

No teu corpo insaciável

Exsudado de prazer.

Comentário de Luly Diniz em 31 julho 2011 às 9:57

Obrigada por convidar a participar do grupo poemas sensuais e eróticos.

Um abraço a tudos os integrantes do grupo.

Um abraso da Luly.

Comentário de Gilda Maria Quintero em 4 junho 2011 às 1:36

Me perdoem...

Ñ consigo postar os poemas....

Postei em comentários...

Swaculpem a falha...

Bjs

GIL

 
 
 

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...