DANÇA CINTILANTE

3542221167?profile=original

Alva era a dançarina do lugar,  e a noite tinha como hábito conversar com a lua. Certa noite, encheu-se de saudades do amor vivido com Lucas. Perguntava a si mesma, por onde andaria aquele homem que tantas promessas a fez e um dia sumiu assim...

O vento soprou os longos cabelos de Alva, e a lembrança do amado ia ficando cada vez mais marcante...Sentiu as lágrimas rolarem pela face. Não eram lágrimas de tristeza, eram lágrimas de quem sente a alegria brotar da alma: A esperança ressurgir!

Eis que de repente começa a chover. Uma chuva fina e delicada que vai molhando o lindo vestido de organza, bordado com pérolas que iam desenhando a silhueta de Alva.

Ela levanta-se, e começa a bailar, tal qual nos tempos de outrora quando dançava com Lucas no seu baile de formatura.. Alva não sentia mais solidão. Sentia que a música que estava impregnada nas suas lembranças, a tornava plena....Bailava, sonhava em rodopios mesclados de ternura e desejo. O coração palpitava, cada vez mais forte, numa ansiedade serena que só os apaixonados o sabem sentir.

Alva, ouviu uma voz que a convidava para uma valsa. Ergue-se, e mal pode acreditar no que via.: Lucas a sua frente, sorridente em seu traje de baile. Ela estendeu a mão e ele a enlaçou pela cintura. Aquele encontro tão esperado dispensava palavras, não havia espaço para perguntas ou explicações. A música, a dança seguiam no compasso do amor.

E assim, Alva e Lucas num beijo tocaram as estrelas e a lua que antes era apenas companheira da Alva: A dançarina solitária! ,tornou-se, do casal  morada. A eterna casa de prata onde apenas a dança do amor cintila.

 

aANA LUCIA MENDES DOS SANTOS SAMPAIO-(CLARA FÊNIX)

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Portal PEAPAZ.

Join Portal PEAPAZ

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.