HERANÇA

3542231905?profile=original

Água límpida, pura e cristalina,

Risos em regatos rumorejantes!

Desses meus tempos de menina,

Recordo claros dias já distantes!

 

No Inverno o gelo brilhante e frio,

Os campos já lavrados, recobrindo!

Bebendo da água da fonte no estio

E no fundo poço os peixes sorrindo!

 

A rega na horta e no florido jardim...

Brincando na fresca água, já molhada,

Sentindo a alegria de menina amada!

 

E os filhos de agora, recordarão assim?

Se a água d'hoje poluída, engarrafada,

É o lhe damos da herança a nós deixada!

 

Arlete Maria Piedade Louro

Portugal

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Portal PEAPAZ.

Join Portal PEAPAZ

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.