Ciranda no PEAPAZ: cantiga d'amigo

Quando era mais moça, adorava ler poemas d'amor e d'amigo de Cancioneiros medievais, existentes na Biblioteca da minha cidade, então vila... hoje ainda tenho tentação de criar algumas trovas...

vamos tentar?

 

deixo a primeira:

 

3542159222?profile=original

 

 

 

Ai...Deus me fez sabedora!

De cantar-vos ao coração

Aqui me tendes nesta hora

Senhor, se me derdes atenção.

 

natalia nuno

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Portal PEAPAZ.

Join Portal PEAPAZ

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • nesta trova me despedi

    levo o lenço já molhado

    cheguei aqui não te vi...

    parto com olhar magoado

     

    natalia nuno

    rosafogo

     

    • já não há aqui quem te veja

      ainda que fique aqui parada

      queres um beijo assim seja

      vou sumir por essa estrada

      natalia nuno

      rosafogo

    • Co' coração aos pedaços

      Calai-vos ó vozes e risos!

      Estais já presos aos passos

      que a vida leva imprecisos

      natalia nuno

    • oh coração empedernido

      abatido ao fardo da vida

      desta vida sem sentido...

      bates amargamente perdido

      (as cantigas de amigo eram tristes, e até mesmo as de amor tinham sempre origem em lágrimas, comoção, amores proibidos, súplicas, ardor da alma,penas, celas, conventos) todo um conjunto de acontecimentos próprios daquela época, difícil para nós agora trovarmos, pensei que seria mais fácil, de modo querido amigo Marcial, partimos para outro tema, aliás tens imensos temas que poderemos seguir, agradeço teres aderido a este.Beijinho.

  • This reply was deleted.
    • Quisera eu ser trovadora

      Por vós meu bem amado

      Morrerei a qualquer hora!

      Deixo aqui dito e jurado.

      natalia nuno

    • Mas ai... coitada de mim!

      Que de tanto sofrer cansei

      Em boa fé ... eu aqui vim

      à míngua de amor me irei.

       

      natalia nuno

    • Se olhardes os olhos meus

      Vereis assim Senhor vos amei!

      Com os vossos, quis ir aos Céus

      Sem os ter dizei-me: o que farei?

      natalia nuno

      rosafogo

    • Trago o peito desagasalhado

      Vou morrer por vós meu bem!

      Se quiserdes de bom grado

      Aceito a morte que lá vem!

      natalia nuno

      rosafogo

This reply was deleted.