Nunca Amei

 

Nunca Amei

 

Nunca amei, e se amei, não sei

Queria amar um tantinho Amor

Sem sabor na vida estanquei

A solidão eterna me traz pavor

 

fim

 

 

 

?id=328367&maxw=495&maxh=660

 

 

 

 

Antonio Domingos

29\\11\\2015

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Portal PEAPAZ.

Join Portal PEAPAZ

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • This reply was deleted.
  • PRATA PEAPAZ

    Amigo Antônio.

    A trova mostra uma clara situação, que pode ser ficção ou realidade. Ou, as duas juntas, um pouco de cada. Mas, isso é coisa de poetas.  Também, nunca é tarde para amar!

    Abraço.

  • DIAMANTE PEAPAZ

     Antonio Domingos Ferreira Filho

    Quando falas em solidão eterna, é neste sentido que entendo o 'Nunca amei', viver com alguém e amando... Mas nem sempre encontramos, nesta uno-me a ti, nunca encontrei este amor a dois, mas sigo com outros amores, vida, poesia, espiritualidade, Deus e amigos... Parabéns, pela entrega de coração nesta trova, bjs MIL.

    Página de Antonio Domingos Ferreira Filho
    Página de Antonio Domingos Ferreira Filho no Poetas e Escritores do Amor e da Paz
    • Oh Maria Iraci. Seu comentário está perfeito.É neste sentido do "Nunca amei" referindo-se ao estado de estar na "Solidão".Parabéns pela avaliação, amiga Poetisa.

  • DIAMANTE PEAPAZ

    Que triste e bela quadra, querido amigo.

    Nem consigo imaginar, alguém viver ser ter amado.

    Bjsss, no coração.

    • Olá Monica. Muito triste Seu comentário é lúcido. Eu queria transmitir  a sensação ruim "Solidão" a capacidade de amar.O Nunca amei é uma inverdade minha, mas este sentimento balança a gente em função de "Uma solidão" aquela solidão que é a falta de uma companheira, de uma paixão, de um amor de sentimentos e carnal. Obrifado amiga.Aceito os beijos neste meu coração assustado.Abraços

  • Perfeito Marcial. Aqui a trova está melodramática.Obrigado

This reply was deleted.