Já parou para pensar se ainda és real ?

Atualidade … Sinônimo de aparência , de ilusão, de virtualidade …

Lembro de um tempo em que era gostoso ver que que o correio havia trazido uma carta – perdoem-me os que não sabem o que é “carta” … rsrs Eu tinha correspondentes nos quatro cantos do mundo ! Trocávamos informações,músicas, postais, presentes. Isso era o máximo !!

Mas os amigos estavam aqui pertinho, na escola, no cursinho, na rua. Estávamos sempre juntos. Íamos ao cinema, à praia ; tinha as festinhas nos fins de semana.

E sempre podíamos passar horas ao telefone – ouvíamos a voz dos amigos, aprendíamos a conhecê-lo pelo tom de voz …

Agora não é diferente ? Claro que é !!

Você ainda é capaz de reconhecer a voz dos amigos ? Quantas vezes você se encontrou com seus amigos ultimamente, no último mês, nos últimos tempos ?… Você conhece todos esses “amigos” ? Sabe realmente o que se passa em suas vidas ?

Hummm… não sabe, não lembra ?…   Foi o que eu disse.

Tornamo-nos reféns da virtualidade !

Centenas de “amigos” , mas nenhum abraço. Milhares de “curtidas” , mas nenhuma risada.  No silêncio de um quarto, no vazio de uma casa, você abre as portas ” à rede”. Acredita que está povoado pelo mundo. Mas o mundo nunca esteve tão distante …  A solidão e a depressão alastram-se !! Qual a parcela de culpa dessa “virtualidade” ?

Não pense que não gosto da tecnologia, da modernidade. Mas às vezes surpreendo-me com a distância que ela impõe.

E pergunto a mim mesma : tornei-me uma virtualidade ?…

                                                                                                                Waulena

Exibições: 27

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Waulena d'Oliveira Silva 6 horas atrás

Com certeza, Margarida ! Precisamos virar o jogo à nosso favor ! Concordo que a virtualidade nos traz possibilidades outrora impensáveis. Pena que muitos se percam nelas e tornem-se verdadeiramente solitários ...

Obrigada pelo comentário, Amiga.

Bjsss Wau

Comentário de Waulena d'Oliveira Silva 6 horas atrás

Amigo Elisiário, se não ingressamos nesse  "mundo novo" somos considerados dinossauros ! rsrs  Então, para não sermos extintos ...

Só não podemos deixar que sejamos tragados pela virtualidade ! Manter os pés na realidade e não perder o contato real com aqueles que prezamos e amamos.

Obrigada !

Bjsss Wau

Comentário de Waulena d'Oliveira Silva 6 horas atrás

Dulce querida, eu ainda guardo muitas ! rsrs

Obrigada pela visita !

Bjsss Wau

Comentário de Waulena d'Oliveira Silva 6 horas atrás

Obrigada Amigo Elias por sua visita e comentário !

Bjsss Wau

Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 26 maio 2018 às 12:19

Excelente aporte Poetisa Waulena. É bem verídico como também o é o valoroso comentário do nosso caro Poeta Elisiário.

Eu acrescento que consigo fazer de um email uma carta - Redford - MI - United States.

Que consigo ouvir a voz de um amigo virtual de Brasília - DF e até de Arouca - Aveiro - Portugal e recebo um presente valioso de um amigo de Veranópolis - RS.

Não estou querendo aparecer, só estou querendo mostrar que podemos fazer da tecnologia um benifício a nosso favor, a nossa maneira de ser.

Por isso participo bastante e tenho meus amigos "virtuais" como reais.

Beijos Waulena. Obrigada.

Comentário de Elisiário Luiz em 25 maio 2018 às 1:18

 Também compartilho dessa novidade desta "visível invisibilidade!" mas você sem e-mails...bem mais outras coisinhas virtuais...tona-se um caso publicamente complicado nos dias de hoje que nem sempre é bom entrar em detalhes para não ser taxado de antiquado... Bem bom foi ter-te lido novamente...parabéns  Fique Bem! 

Comentário de Dulce de Souza Leao Barros em 23 maio 2018 às 7:09
Waulena, eu também sinto falta das cartas. Tempo bom! Amei seu texto. Um beijo.
Comentário de Elías Antonio Almada em 22 maio 2018 às 15:56

Comentário de Waulena d'Oliveira Silva em 22 maio 2018 às 1:06

Não é, Flor ?... rsrs

Obrigada querida  Lucia Claudia 

Comentário de Lúcia Cláudia Gama Oliveira em 22 maio 2018 às 1:02

 Ah... as cartas!

 Também sinto falta dos abraços...

 Belo texto, Waulena.

 Bjs

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço