Adeus!

Adeus!

Ah! Rosa branca insana

que dos teus lábios luz

provocas tanto mal,

não te quero mais ver!

Se meu amor profana

o túmulo sem cruz

do velho ardor real,

não vences meu jamais!

Flor da Madrugada

Rio de Janeiro, 20 de dezembro de 2013 - 12h32

Votos 0
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Portal PEAPAZ.

Join Portal PEAPAZ