ALÉM DA ETERNIDADE

Eles se viram,

Se encontraram,

Se amaram com ternura

E se deram ao amor...

Não foi amor de primavera

Mas o inverno se fez em flor

Quando o inferno da dor se colocou no meio deles

E arrancou para outro plano,

Seus tão românticos planos...

Mudando-lhes a sorte,

Traiçoeira se fez a morte

A manchar de noite esse amor.

Com seu mais cruel açoite

Da eternal separação

Mas nem o tempo é capaz

De apagar seu ardor,

De extinguir da saudade

A ternura, a amizade, o desejo, a paixão

O amor, quando é de verdade

Não termina com a morte

Dura pra sempre na lembrança

Além da eternidade...


By Nina Costa, in 26/01/2018
Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil.

Exibições: 43

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Dulce de Souza Leao Barros em 5 agosto 2018 às 20:59
Realmente o amor não termina com a morte. Após o sofrimento da perda, permanece depois a suave lembrança do amado, como companheira em todos os nossos momentos.
Comentário de MARGARIDA MARIA MADRUGA em 31 janeiro 2018 às 17:19

Muito lindo Nina. Como sou espírita:

 "Dura pra sempre na lembrança" eu substituiria por "Dura pra eternidade".

Comentário de Elisiário Luiz em 29 janeiro 2018 às 15:50

OLá: Prende heróis, solta dragões,

Crias histórias, conta mentiras e verdades

De um mundo que é só seu... eu acho isso edificante...parabéns!

Fique Bem - Abraços!

Comentário de Elías Antonio Almada em 27 janeiro 2018 às 3:50

Comentário de Sílvia Mota em 26 janeiro 2018 às 19:53

Verdade...

Beijossssssssssssss

Membros

Designers PEAPAZ

*Sílvia Mota*

*Margarida*

*Nara Pamplona

*Livita*

*Imelda*

*Toninho*

Poema ao acaso...

Visitantes

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço