FERVURA

Teus gráceis traços, tua formosura
Embalam meus cantares tresloucados
Atiçam pensamentos recatados
Ardência os animais desenclausura

Imerge o coração em tal fervura
Que os batimentos são descompassados
Espasmos vêm, suspiros demorados...
Voracidade pulsa... Ele murmura!

Querendo te sentir no corpo vivo
Porque flutuo alegre ao toque brando
Do meu deleitamento és o motivo

Estou, minha princesa, desejando
Que venha sobre mim teu explosivo
Amor e se derrame me queimando
Votos 0
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Portal PEAPAZ.

Join Portal PEAPAZ

Comentários

This reply was deleted.