O Prenúncio do Golpismo e o inocente útil

3541747284?profile=original
O Prenúncio do Golpismo e o Inocente Útil
Jorge Linhaça
Em 1930 Getúlio levou uma sonora surra nas urnas.
Apoiado pelos militares deu um Golpe de Estado e implantou a ditadura no país.
No início da década de 1960 Jânio Quadros renunciou em um episódio jamais explicado totalmente. Juscelino já havia tido problemas com os militares...Jango ( João Goulart ) foi impedido de assumir a presidência do país e veio o Golpe Militar.
O resultado é bastante conhecido:
Anos de ditadura militar e sabe-se lá ao certo quantos mortos e desaparecidos.
Foram décadas de vassalismo às potências estrangeiras, nossos "heróicos" generais não davam um "suspiro" sem as bençãos dos desenvolvidos e democráticos "senhores de engenho" mundiais.
Nossos "adorados generais" eram pouco mais que feitores, mantendo a "ordem pública" com um exército de capitães do mato fardados ou não.
Direito de expressão? Nem pensar, aliás pensar também era proibido, qualquer cabeça pensante estava sob constante vigilância. Que o digam Herzog e Anisio Teixeira. O primeiro " enforcou-se" com um cinto a meio metro do solo...o outro "caiu" no poço do elevador.
Músicas ufanistas foram encomendadas e compostas para dar a impressão de que nosso país caminhava a passos largos.
Álbuns de figurinhas tinham de conter as figuras dos generais e ostentar nomes como "Brasil Pátria Amada" e coisas do gênero.
Foi a época gloriosa das EXPOEX- Exposição do Exército.
Tancredo Neves, o primeiro presidente civil pós ditadura, eleito indiretamente, não chegou a governar. No dia da posse "caiu enfermo" para ser declarado morto oficialmente no dia 21 de abril.
Tivemos de nos contentar com Sarney.
Mais ou menos nessa época foram repatriados exilados políticos, juntamente com fujões "convertidos" .
Fujões convertidos?
Sim! Aqueles que fugiram do país na primeira fumaça da ditadura, dizendo-se de esquerda e que ao fim ao cabo foram se asilar justamente nos EUA. Nada mais paradoxal, não é? Justamente no país mais anti-esquerda conhecido na época da chamada "Guerra Fria".
Como explicar a vida mansa que tiveram lá? Como "perseguidos políticos da esquerda" viveram, estudaram e lecionaram nos EUA?
Será que ninguém julga estranha essa contradição biográfica?
Mas, cheguemos aos dias de hoje:
Em época de julgamento do mensalão, Joaquim Barbosa tem sido elevado à categoria de herói nacional. Até concordo que o seja por estar levando a sério o seu papel. Seu, único problema é o seu
temperamento e seu ego um tanto quanto insuflado.
Com a desculpa de que Barbosa precisa de segurança ostensiva eis que os militares atropelam a própria hierarquia, já que a chefe do Estado é também comandante em chefe das forças armadas, passam por sobre a autoridade da Policia Federal e usurpam para si a autoridade e a responsabilidade de "zelar" pela sua segurança.
É evidente que os militares estão demasiadamente incomodados com os possíveis desfechos da tal " Comissão da Verdade", já que consideravam como atos patrióticos perseguir, torturar e matar quem se opusesse à ditadura , fosse por atos ou palavras.
Mas o mais interesante nisso tudo é que coincide com a derrocada de popularidade dos expoentes dos partidos apoiados pela direita.
Sim, partidos apoiados, pois na sopa de legendas presentes nas alianças políticas é impossivel separar direita de esquerda.
Os dois grandes partidos do país vem gradualmente se esfacelando e a tendência é que surjam novas legendas políticas unindo dissidentes daqui e dacolá.
Mas independente disso é preciso prestar atenção aos passos dados dentro das forças armadas. Creio que poderíamos equiparar o episódio da "segurança" de Joaquim Barbosa a um motim de soldados contra seus superiores.
Não é que Barbosa não necessite de proteção, tudo é possível, mas pode bem estar sendo utilizado como escudo e inocente útil por um setor que já tem histórico suficiente de criar factoides.
O medo é que os mensaleiros atentem contra a vida do juíz/ministro?
Balela...
Seria uma burrice colossal do PT dar um fim a Barbosa, mandando-o para a terra dos pés-juntos. Já para os militares seria a desculpa providencial para impetrar um novo Golpe de Estado.
Barbosa seria o mártir perfeito, no momento perfeito.
Parece-me portanto que as raposas estão guardando o galinheiro.
Creio que Barbosa, pelo que leio a seu respeito, não deve estar nem um pouco satisfeito com a situação, mas pode estar cedendo ao canto da sereia...o problema é que o canto da sereia costuma levar os marinheiros à morte.
Os golpistas de plantão já cantam de galo, anunciando aos quatro ventos que contam com o apoio da sociedade civil, que estaria por fim acordando...O discurso de ódio é aquele velho conhecido e impregnado de ranço contra o psudo-comunismo ou a pseudo-esquerda que quer levar o país para a bancarrota.
Como se os anos de Ditadura não tivessem enchido o país de dívidas.
Enfim, cada um é livre para acreditar naquilo que quiser e alguns acreditam que a falta de liberdade de uma nação pode ser compensada pela inimputabilidade de alguns.
Sabem o que é mais interessante? Justamente aqueles que são acusados de serem uma quadrilha nada fazem para impedir que as coisas sejam investigadas, por mais que isso os afete, já os que se dizem impolutos vivem escondendo a sujeira embaixo do tapete e quando alguém levanta uma mísera ponta do mesmo, logo colocam seus exércitos de lacaios em ação para apagar os vestígios e impedir investigações.
Quem portanto é a verdadeira quadrilha?
Não estou aqui defendendo bandidos, por mim tem todos que ir pra cadeia, desde que as provas indiquem esse caminho.
Para mim, Barbosa está cumprindo o seu papel de acordo com sua consciência. Ao menos me permito assim pensar por enquanto.
Meu alerta é contra o golpismo...apanhar nas eleições e apelar para Golpes de Estado, para o autoritarismo, para as meias verdades, com o intuito de alcançar um posto onde a população não os quer, é coisa de gente sem caráter e sem capacidade própria.
Resta saber se a população brasileira aceitaria mais um golpismo, mesmo com um mártir já escolhido pelas "forças terríveis" , como diria Jânio Quadros.
Será que a elevação do Brasil a emergente está incomodando os outrora inalcançáveis?
Vem aí a nova versão da "operação condor" desta vez chamada " com dor...de cotovelo."
Salvador, 26 de setembro de 2012.

Votos 0
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Portal PEAPAZ.

Join Portal PEAPAZ

Comentários

  • A bem da verdade os caras pintadas foram criados pela mídia...principalmente a globo na época.Por isso a atividade não seguiu adiante. Agora temos o ficha limpa...vamos ver  até quando a memória do povo há de lembrar-se disso. Sinceramente não acho que o mar de lama, começou ou é exclusividade do PT. Talvez se o Lula fizesse como o  FHC e criasse um engavetador geral da república e os escândalos teriam sido esquecidos...Não estou desculpando um erro com outro, longe de mim, mas se a imprensa não fosse viciada e Alckminn e Serra jamais se elegeriam pra nada. Quando a coisa vier á tona , se vier, com força vai ter gente achando o Lula um santo perto deles ( não é o meu caso, pra mim são todos iguais).

    Nosso povo não tem memória e nem parece conseguir abstrair sobre qualquer fato...limitam-se a repetir o que ouvem qual papagaios amestrados. Ouço cada argumento sem pé nem cabeça que fico arrepiado com a falta de senso crítico das pessoas. O argumento mais usado é o " deu na Veja" então é verdade...haja ingenuidade.

    Claro que o investimento tucano em milhares de assinaturas da revista veja e outras publicações da editora abril

    impede que a publicação seja isenta e investigue Chico como investiga Francisco.

    O mesmo ocorre com publicações mantidas direta ou indiretamente pelo PT. A diferença é a circulação entre umas e outras.

    Mudam as moscas mas a M é sempre a mesma.

  • PRATA PEAPAZ

    Perfeito.

    Mas esse 'vício' parece geral. E também foram muitos os anos de cegueira/surdez; acho que perdeu-se o hábito. Percebo, em minhas relações cotidianas, que o pensamento é privilégio de poucos - os que se colocam fora da manada. Porque, afinal, estar dentro da manada é mais seguro e menos trabalhoso. As redes sociais poderiam prestar um enorme serviço de crescimento, mas acabam redundando, como você diz, em fofocas.

    Entre amigos é boa a descontração; também se pode exercitar a crítica e a análise através das brincadeiras (veja o exemplo das caricaturas...). Mas essas 'brincadeiras' não podem ser a essência da comunicação entre as pessoas.

    Como poeta, adoro falar sobre sentimentos, pois vejo o mundo de forma especial, banhada por eles. Mas uma parte de mim é razão. Vejo, percebo o que está à minha volta. E como eu ainda existem muitos. Mas comparados à massa, tornamo-nos ínfimos . . .

    Aliás, você disse uma outra verdade : a passividade da classe intelectual. Esses não foram capazes de propagar essa 'intelectualidade' às gerações que se seguiram. Assim, temos hoje apenas os 'caras pintadas' , marionetes de uma mídia poderosa e interesseira . . .

    Esse é um bom exemplo. Não votei no Collor e não gosto dele. Mas os rolos da época são infinitamente menores e menos indignantes do que o mar de lama, podre e fétida, que assola o país qual tsuname, desde de que o Lula assumiu a presidência - e não vi nenhum 'cara pintada' na rua !!

    Contenta-se com as histórias da carochinha, com os bolsas-esmolas, e vamos dormir achando que seremos felizes para sempre . . .  

  • Concordo, a ideologia acaba quando o poder é atingido, ideologia mesmo só a da conta bancária...rsrsrs

    É uma pena que em plena era da internet, onde alguns cliques te levam a textos diverisos sobre vários assuntos, o povo se ocupe de fofocas nas redes sociais. Pena que poucos poetas e escritores manifestem suas opiniões de maneira coerente e com um mínimo de conhecimento. Muitos estão por demais viciados em textinhos de auto ajuda e poeminhas chorosos. Quando interpelados sobre qualquer assunto sério saem pela tangente alegando que não gostam de polêmicas.

    Quando a classe intelectual se prostra em um estrado de passividade pouco há de se esperar dos que não tem o hábito de ler.

    Como já dizia a bíblia...é das pequenas coisas que provem as grandes....

  • PRATA PEAPAZ

    O povo não estuda. Não só a história ! Pra que educação ? Para que entendam, reivindiquem ?!

    Aqui, hoje, continua sendo como no filme "Z" de Costa Gravas . . . 

    A mídia é parcial e partidária, embora eu veja que no Brasil não existem propriamente "partidos", porque não há ideologia. Vê-se candidato do partido comunista falando em democracia, por exemplo . . . A filiação se faz em função de  interesse  e  a  população  vota  na pessoa , sem dar qualquer importância ao partido a que pertencem ! . . .  Por isso a 'dança das cadeiras' tão comum aqui.

    É fácil esquecer-se da repressão quando não se foi atingido por ela, ou quando não se tem a capacidade de perceber o perigo de se admitir qualquer tipo de exceção à lei, à ordem constituída...

  • Não sei se é caso para alarme, no entanto é bom que as pessoas tomem consciência de que há muito mais por trás das cortinas do que diante do palco. Verdade que quem tem um mínimo de noção de nossa história há de ver

    tristes semelhanças entre fatos passados e presentes. Quem sabe não voltemos a ver passeatas da Liga das Senhoras Católicas e da TFP pelas ruas da cidade? Militares irritados desfilam balelas e mais balelas pelas redes sociais e listas de grupos, inocentes úteis repassam tudo que for contra a dita esquerda. O ódio não é pelo "comunismo" como apregoam, é o medo da perda de privilégios que os assusta e fazem-nos agir como gatos acuados no canto. Temos uma mídia nocivamente partidária e que se declara Livre...livre pra dizer o que quiser, de quem quiser e para ocultar o que quiser sobre quem lhe interesse manter as coisas em oculto.

    Sintomaticamente, essa mesma mídia apoiou o Golpe Militar, os mesmos jornais, as mesmas editoras...mas o povo não tem memória, não estuda a história, deixa-se levar como gado ao matadouro.

    O paradoxal é que os mesmo amordaçadores e censores da época da ditadura hoje clamam que existe interferência do governo nos veículos que não se curvam a seus argumentos, gritando por uma liberdade de imprensa que jamais admitiram que existisse durante o tempo em que exerceram o poder.

    Alguém consegue imaginar a Veja, a Folha, o Estadão e outros veículos, falando mal de algum dos Generais presidentes como falam de Lula e Dilma? Algum desses estimuladores do caos ficariam bem caladinhos se houvesse metade da repressão que havia nos anos de chumbo.Mas pimenta nos olhos dos outros.....

  • ME ALARMO!!!

  • PRATA PEAPAZ

    Leio em mudo silêncio. Reflito na semelhança de pensamentos que já me assaltaram. E me alarmo, porque se mais alguém viu . . .

    Caro Jorge, deveras preocupantes essas suas reflexões, porque não dá para se otimista, por muito tempo, em terras Brazilis.  A  história  se  repete  em  ciclos - porque os Homens não aprendem as lições. E tanto se perde ! . . .

    Em era de redes sociais, Barbosa já está consagrado como Herói Nacional, circulam suas fotos como o Batman tupiniquim . . . Mas não deviam agir todos os juízes de acordo com a ei e suas consciências ?!... Ou será  que a nossa 'Lei de Gerson' derrogou todas as demais.

    Pela manhã ouvia o rádio, no trânsito, e alguém dizia que as sessões do STF não deveriam ser televisadas para que a "imagem dos magistrados" não ficasse afetada para os cidadãos, em razão das altercações em plenário (como ocorreu ontem, entre relator, revisor e Marco Aurelio...) 

    Já recebi email contando como vantagem o fato de a ABIN ter passado por cima da Polícia Federal e da própria Dilma.

    E é assim que as coisas começam . . .

    Mas não se preocupe : temos Copa o Mundo e Olimpíadas . . .

  • DIAMANTE PEAPAZ

    Texto que me leva à reflexão sobre o tempo vivido.

    Parabéns!

    Beijossssssss

  • Leitura histórica e pertinente para o atual momento da 

    nossa politica e que vale ser compartilhado dentro e

    fora daqui... O que farei agora! Parabéns ao autor!

This reply was deleted.