PerfeiçãoFazer-te amor
é ser fêmea no cio
e garota descalça no meio da rua
em dia de chuva.
Fazer-te amor
é enroscar-me nas estrelas
e subir ao céu por um instante
eterno e infinito.
Amar-te
é mais do que um encontro de corpos
que se desejam, se excitam
e se aprazem um dentro do outro.
Amar-te
é esquecer teu sexo rijo
e à disposição dos meus desejos,
para ouvir as palavras de amor e ternura,
que mergulham nos meus ouvidos.
Amar-te
é permitir que galopes no meu corpo,
onde até os poros se calam
para sentir-te melhor.
Amar-te
é sujar-me na lama molhada
e deixar-te lamber a minh'alma,
neste momento de paz.
Amar-te
é ser tudo o que desejares na cama ou na vida;
é beijar tua boca gostosa e sensual
e, ao mesmo tempo, beijar-te a alma.

Amar-te é...

Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz

Certa madrugada de 1987... talvez 2 ou 3hs...

Fundo musical: ♥Tanto cara. Guido Renzi♥

Exibições: 158

Comentar

Você precisa ser um membro de Poetas e Escritores do Amor e da Paz para adicionar comentários!

Entrar em Poetas e Escritores do Amor e da Paz

Comentário de Dulce de Souza Leao Barros em 5 novembro 2016 às 18:08
Fiquei encantada com o seu poema. Muito lindo. Parabéns. Beijo
Comentário de Geraldo Coelho Zacarias em 5 novembro 2016 às 10:42

Amar é mais do que ser a caça, ou o caçador;  é o encontro de almas!...

=========================================

De tudo que já li, ou ouvi falar de amor; jamais terei lido ou ouvido

algo tão profundo que mexe com a alma; quanto os versos que ora nos presenteaste!...

Não é à  toa que és a

POETISA DO AMOR E DA PAZ!...

Adorei a tua "

"Perfeição"!...

Aplausos e beijos fraternos.

Comentário de Vera Regina Cazaubon em 18 outubro 2016 às 21:50

Deslumbrante poema que descreve "certa madrugada" . Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, aplausos incansáveis amada amiga, beijokas com carinho 

Comentário de Miriam Inés Bocchio em 12 outubro 2016 às 1:03

Comentário de Dulce de Souza Leao Barros em 27 setembro 2016 às 23:26
Parabéns! Maravilhoso! !!
Comentário de Paolo Lim em 26 setembro 2016 às 22:05

Me é difícil falar dum poema que se projeta como um filme, nos envolve como uma teia e nos excita como um amor correspondido. Melhor aplaudi-la freneticamente, com os olhos marejados pela emoção. Lindo ! Puro ! Trancendente ! Bravoooooooo!

 

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 26 setembro 2016 às 20:40

Minha querida amiga María Cristina,

Teus comentários sempre me comovem.

Comentário de Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sílvia Mota Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ em 26 setembro 2016 às 20:38

Estimada Rosemarie Parra,

Tua visita é uma honra!

Comentário de María Cristina em 26 setembro 2016 às 19:19

Silvia, tus poemas de amor siempre reúnen un todo que hace al amor. Sensualidad, erotismo, pasión y la irresistible entrega de excitación mutua. Maestra de Maestras en poemas que acaban en un bello goce.

Baijoss

Comentário de ROSEMARIE PARRA em 26 setembro 2016 às 18:42

Membros

Poema ao acaso...

Pensamento do dia

Portal para 38 Blogs-Sílvia Mota

Badge

Carregando...